Consciência,
evolução transparente mágica,
palavra bem colocada,
mas nunca imposto.

Verónica Garay

DECLARAÇÃO

Comunidades empoderadas da América Latina frente à pandemia da resistência aos antimicrobianos no contexto da COVID-19

Os que subscrevemos, comunidades, organizações sociais, agroecologistas, cientistas, centros acadêmicos, profissionais da saúde, docentes, artistas, ativistas e representantes de povos originários, reunidos no Encontro Latino-americano de Comunidades Empoderadas frente à resistência aos antimicrobianos no contexto da COVID-19.

Considerando:

  1. Que, faz décadas, a resistência aos antimicrobianos (RAM), particularmente a resistência aos antibióticos (RBA), é uma pandemia que cresce em forma silenciosa, afetando a saúde humana, a saúde animal, as economias e os ecossistemas, em nível global.

  2. Que, devido à má alimentação, à falta de água potável, à falta de acesso a serviços sanitários e ao déficit de educação em saúde, entre outras ausências de equidade social, as principais vítimas da RBA são os pobres.

  3. Que, rumo a 2050, ao redor de 10 milhões de mortes por ano poderiam ser provocadas pela resistência aos antimicrobianos, aprofundando a pobreza e as desigualdades, especialmente nos países de baixa renda.

  4. Que, devido à escala da contaminação com antibióticos, bactérias multirresistentes e genes de resistência, a RBA é uma doença da Mãe Terra.

  5. Que, a causa do problema é o uso em massa e indiscriminado de antibióticos em saúde humana, mas principalmente na criação intensiva de animais destinados ao consumo, à aquicultura e à agricultura.

  6. Que, o Plano de ação mundial sobre a RAM foi aprovado pela Assembleia Mundial da Saúde no ano 2015 e, consequentemente, os países da América Latina e o Caribe assumiram o compromisso de pôr em andamento seus respectivos planos nacionais.

  7. Que, a COVID-19 tem acelerado a RAM, como consequência do sobrecarregamento dos sistemas de saúde e do uso inapropriado de antibióticos.

Manifestamos:

  1. Que a RAM exige uma resposta urgente, integral, coordenada e sustentável de todos os setores; uma resposta que corrija as desigualdades sociais, leve em consideração a ecologia microbiana, a saúde planetária na qual estamos imersos e uma participação social efetiva.

  2. Que durante o Encontro aprendemos intensamente dos saberes e iniciativas das comunidades e organizações sociais da nossa região, para prevenir e controlar a COVID-19, bem como para promover a saúde. Seus saberes são uma fonte riquíssima de aprendizagem para enfrentar a resistência aos antibióticos de forma holística.

  3. Que é urgente promover o diálogo e a cooperação entre redes comunitárias, setores acadêmicos, coletivos artísticos, instâncias estatais e organizações internacionais, porque ninguém sabe tudo nem pode tudo. Para enfrentar um problema tão grande e complexo quanto a RAM nos necessitamos mutuamente.

  4. Que multiplicar as propostas educacionais, comunicativas e artísticas trazidas ao Encontro é uma estratégia eficaz para propagar a consciência sobre a magnitude e a natureza da resistência bacteriana, bem como sobre o uso adequado de antibióticos.

  5. Que os sistemas agroalimentares ecológicos, livres do uso não terapêutico de antibióticos, são essenciais para conter a resistência bacteriana e as doenças infecciosas emergentes.

  6. Que a abordagem Uma Saúde, que reconhece a interdependência entre saúde humana, animal e ambiental, é essencial para enfrentar com êxito a RAM.

Aos governos lhes pedimos:

  1. Fortalecer a abordagem Uma Saúde e o trabalho intersetorial nos planos nacionais de ação sobre a RAM, através da participação da sociedade civil.

  2. Garantir sistemas de saúde públicos, universais, acessíveis, focados na promoção da saúde, a estratégia mais efetiva para o melhoramento do uso de antibióticos em saúde humana.

  3. Proibir, em um prazo peremptório, o uso não terapêutico de antibióticos na criação de animais e na aquicultura, bem como o uso de antibióticos críticos para a saúde humana na criação de animais.

  4. Tomar os bons exemplos de práticas comunitárias, do sistema de saúde e de centros de pesquisa e impulsioná-los no nível local e nacional, através dos planos de ação sobre a RAM.

  5. Fortalecer uma participação comunitária efetiva nos planos nacionais de ação sobre RAM, que se reflita em estratégias claras alimentadas pelas propostas de comunidades empoderadas.

  6. Encerramos esta declaração, gratos, plenos de entusiasmo e levantando um canto à saúde e à vida, porque sem participação social não há abordagem holística da RAM, e sem abordagem holística não há solução. Unidos na diversidade.

     

    12 de novembro de 2021

ÚLTIMAS ADHESIONES
100 Dario Montenegro Argentina Medicos del Mundo Argentina Ene 09, 2022
99 Hans Labra Bassa Chile Ene 03, 2022
98 Asociación de Facultades Ecuatorianas de Ciencias Médicas y de la Salud Ecuador Ene 03, 2022
97 Ruth Osorio Paraguay Trabajadora Social. Amiga del universo. Dic 30, 2021
96 Radio Chakaruna Colombia Dic 29, 2021
95 Ramiro Vinueza Ecuador Artista Dic 29, 2021
94 Periódico Opción Ecuador Dic 29, 2021
93 Federación Argentina de Medicina General Argentina Dic 29, 2021
92 Asociación de Servicios Comunitarios de Salud ASECSA Guatemala Dic 29, 2021
91 Frente Nacional por la Salud de los Pueblos del Ecuador Ecuador Dic 29, 2021
90 Fundación IFARMA Colombia Dic 29, 2021
89 Instituto de Salud Socioambiental Facultad de Ciencias Médicas de la Universidad Nacional de Rosario Argentina Dic 29, 2021
88 Escuela Superior de Medicina Universidad Nacional de Mar del Plata Argentina Dic 29, 2021
87 DIRECCIÓN GENERAL DE PROMOCIÓN DE LA SALUD Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social (MSPBS) Paraguay Dic 15, 2021
86 DIRECCIÓN DE SALUD BUCODENTAL Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social (MSPBS) Paraguay Dic 15, 2021
85 DIRECCIÓN DE VIGILANCIA DE ENFERMEDADES TRANSMISIBLES (DIVET) Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social (MSPBS) Paraguay Dic 15, 2021
84 SERVICIO NACIONAL DE CALIDAD Y SALUD ANIMAL (SENACSA) Paraguay Dic 14, 2021
83 Adela Paiva Paraguay Viceministerio de Ganadería Dic 14, 2021
82 Anonymous Paraguay Dic 14, 2021
81 Edgar Oswaldo Mera Chóez Ecuador Frente por la Salud de los pueblos Ecuador Dic 10, 2021
80 Juan Carlos Tapia Torrez Bolivia Clínica Foianini Dic 08, 2021
79 Anonymous Ecuador MSP Nov 26, 2021
78 Yasunidos Guapondelig Ecuador Nov 24, 2021
77 Javier Serrano Cayamcela Ecuador Nov 22, 2021
76 José Mauricio Baculima Tenesaca Ecuador Carrera de Laboratorio Clínico Nov 21, 2021
75 Anonymous Ecuador Nov 20, 2021
74 Johnathan Chuñir Ecuador Turismo comunitario ecológico Nov 19, 2021
73 Luis Herrera Montero Ecuador Nov 19, 2021
72 Jesús Juárez Flores Mexico Ejercicio libre de la profesión. Nov 19, 2021
71 PEDRO JOSÉ ABRIL ORTIZ Ecuador JE-LATINOAMÉRICA Nov 19, 2021
70 Anonymous Ecuador Nov 19, 2021
69 Veronica Peralta Ecuador Adacapia Nov 19, 2021
68 Dalila Edith Patiño Sánchez Ecuador FEPAPDEM Nov 19, 2021
67 Inés Schmidt Argentina Nov 19, 2021
66 Susana Zubrzycki Argentina Nov 19, 2021
65 Juan Andrés Chuchuca Pillajo Ecuador React Latinoamérica Nov 18, 2021
64 Carlos Castro Riera Ecuador Cabildo del Agua de Cuenca Nov 18, 2021
63 Inés Mondo Argentina Nov 18, 2021
62 Red Salud indígena Chile Nov 18, 2021
61 Tannia Edith Rodríguez Ecuador Ninguna Nov 18, 2021
60 Colectivo Pro Derechos Humanos PRODH Ecuador Nov 18, 2021
59 Liliana Noemi Diez Argentina Nov 18, 2021
58 Walter Mena Ordóñez Ecuador Sociedad Ecuatoriana de Medicina Ecológica Nov 18, 2021
57 Ana Laura Chattás Argentina Nov 18, 2021
56 Wilson Oscar Suárez Alderete Ecuador Red de Ecologistas Populares del Ecuador Nov 18, 2021
55 Hugo Noboa Cruz Ecuador FUNSAD, Fundación Salud Ambiente y Desarrollo Nov 18, 2021
54 Christian Trigoso Agudo Bolivia Universidad Mayor de San Andrés Nov 18, 2021
53 Fundación GAMMA Ecuador Nov 18, 2021
52 Sandra López Ecuador Fundación GAMMA Nov 18, 2021
51 Blanca Calle Heras Ecuador Nov 18, 2021

ADHIÉRETE

Mi Adhesión

Si su adhesión es a nombre de la organización a la que pertenece, deberá ingresar en "Nombre" su organización y dejar en blanco el campo "Organización". Si la adhesión es a título personal, deberá rellenar los campos "Nombre" y "Apellido", mientras que el campo "Organización" es opcional.

Sugerimos que, en la medida de lo posible llene el nombre completo de la organización, no solamente sus siglas.

ENG

If your membership is on behalf of the organization to which you belong, you must enter your organization's "Name" and leave the "Organization" field blank. If the membership is in your personal capacity, you must fill in the "Name" and "Last Name" fields, while the "Organization" field is optional.

We suggest that, as far as possible, you fill in the full name of the organization, not just its acronym.

%%tu firma%%



ReAct Latinoamérica
0 firmas

Comparte esto en tus redes:

   

Scroll hacia arriba